top of page

Estudo da Fiocruz aponta defasagem entre registro da covid e boletins

Estudo do projeto MonitoraCovid-19, realizado por pesquisadores do Instituto de Comunicação e Informação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Icict/Fiocruz), e divulgado hoje (20), alerta que a divulgação de casos da doença pode apresentar mais de 50 dias de diferença entre o registro no sistema de saúde e a publicação nos boletins epidemiológicos, em alguns estados.

No Amapá, Maranhão, Paraíba, Rio de Janeiro e Rondônia, os dados oficiais registraram o número máximo de casos da covid-19 até sete semanas depois de ele ter acontecido efetivamente. O que significa que medidas importantes de saúde pública podem ter demorado a ser tomadas, prejudicando o combate à epidemia, alerta o estudo.


Acesso em: 21/08/2020


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

टिप्पणियां


Post: Blog2_Post
bottom of page